Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ACORDAI! - Acção global livre e democrática de cidadania

Uma organização de cariz independente que integra gente de várias ideologias de Mira, Vagos, Cantanhede, Coimbra, Ílhavo e Aveiro.

ACORDAI! - Acção global livre e democrática de cidadania

Uma organização de cariz independente que integra gente de várias ideologias de Mira, Vagos, Cantanhede, Coimbra, Ílhavo e Aveiro.

14
Jan18

QUATRO COISAS QUE URGE DESTACAR E COMBATER

antónio veríssimo

 

contra a corrupção.jpg

 

Fazer uma crónica sobre política nacional nesta altura obriga-nos a destacar três ou quatro assuntos dos muitos que são notícia.

A nova lei de financiamento dos partidos, cozinhada à porta fechada e com pouco de transparência, não pode ficar de fora. Digam, agora os partidos o que disserem, o certo é que ficaram muito mal na fotografia e o veto do presidente da República era mais que esperado.

Depois, temos a corrupção que é notícia todos os dias. Basta estarmos atentos aos noticiários.

Seremos um país de corruptos? Em certa medida quero crer que sim. E pouco ou nada se faz para alterar este estado das coisas. Honra seja feita à Associação Transparência e Integridade, a outros movimentos que existem por aí e a Paulo Morais. Estes lutam.

A defesa do ambiente, a denúncia de vários crimes ambientais, deve ser constante. Existem por aí muitos poluidores e muitos criminosos ambientais. A luta é de nós todos, por um melhor ambiente. A Quercus, a Zero, a LPN e outras organizações são parte ativa na defesa do ambiente e na luta contra os poluidores.

Finalmente, merece destaque a notícia que nos chega da Islândia onde o governo decretou a igualdade salarial. Parece que no governo de Portugal há a intenção de copiar a medida e, se o fizerem, a medida é ótima. Só perca por tardia.

Em resumo: ficam aqui quatro coisas que urge destacar e combater.
António Veríssimo
Colectivo ACORDAI!
 
Crónica publicada no MIRAONLINE em 13 de janeiro de 2018.
 
PS:
Combater aqui tem duas leituras: na quarta coisa (igualdade salarial) subentende-se que o que há a combater é a desigualdade salarial que existe e continuará a existir se este ou outro governo não tiver consciência e coragem para mudar as coisas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D